Reclamamos que somos julgados mas o quanto julgamos? Como queremos não ser julgados se passamos o tempo todo julgando o outro? Como queremos um mundo melhor, livre de condutas ruins se nos preocupamos mais com a conduta do outro do que com a nossa própria conduta?

É fácil viver esse mundo de ilusão de que o que ninguém sabe, ninguém estraga. Mas se você anda tão preocupado com isso, você é exatamente a pessoa que vai lá e estraga. Você é a pessoa que só se importa com o seu ponto de vista e julga sem dó nem piedade.

O que dói em ti é o que você entrega ao mundo. Se te dói ser julgado, é porque julgas demais. Se te preocupa tanto a opinião do outro, é porque tem dados opiniões demais pra si e pro outro. Se acha que os outros não te entendem, é porque você não tem entendido o outro. Se julga que o outro tem opiniões deturpadas sobre você, é porque tem deturpado as opiniões dos outros.

Veja, a natureza é perfeita. Não há nada que não volte pra você mesmo. A solução pra tudo está dentro de nós, está em olhar pra si mesmo. Mas gastamos muito tempo só olhando pro outro, pro externo. Procuramos resoluções nas relações interpessoais ou na falta delas. Mas isso não é nada. A relação que tem que ser reconstruída é com si próprio.

Escrito por Sarita Deoli

Nordestina, advogada e graduanda em psicologia. Criou o Brutamor para falar sobre a natureza humana, seu tema preferido. Acredita no valor do autoconhecimento e do conhecimento em si. Tem mais esperança do que antigamente e insiste que não está aqui só de passagem. Sua matéria-prima é o amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: