Você não se sente bem consigo mesmo. Você está doente. Você precisa de cura. Existem infinitas possibilidades de cura. Várias pessoas te dão dicas do que pode ser feito. Mas você bota banca. Bota banca na sua própria cura. “Ai, é que eu não me identifico muito com isso, sabe?”; “não vou nem tentar porque acho chato”; “não sei se vou conseguir me abrir lá”; “eu não acho que isso cura alguma coisa” (…).

Nenhuma cura está ao alcance da pessoa que quer permanecer doente. Ela nem tenta, não tem humildade, não ouve ninguém. Sua necessidade em permanecer como vítima é tão grande que ela deveria apenas informar que não quer se curar, que quer só reclamar mesmo.

O problema é que na maioria das vezes a pessoa nem percebe. Ela realmente acredita que não existe cura pra ela ou que algum dia uma cura personalizada vai aparecer num frasco ao lado da cama. E, claramente, nenhuma das afirmações é verdadeira.

A cura é voluntária. Você não pode dizer que uma coisa não te cura se você nunca tentou participar do processo. E tentar não é ir uma vez, nem duas. Tentar é ficar até identificar qual o significado daquilo pra você. E se ainda não for a cura, a tentativa deve continuar.

Quando se quer ficar bem, o tentar nunca cessa. Até encontrar. Você não pode achar a cura sem que se convoque à ela. Sem que acredite que algo pode te curar. É preciso aceitar que precisa de ajuda, que não é invencível.

É preciso cuidar um pouco mais de você mesmo e não do seu ego. É preciso fazer o que for preciso fazer, sem melodramas e desculpas esfarrapadas. É sobre você. Se você não escolher se cuidar, quem vai escolher por você? A cura já está em você, é só se abrir pra ela.

Escrito por Sarita Deoli

Nordestina, advogada e graduanda em psicologia. Criou o Brutamor para falar sobre a natureza humana, seu tema preferido. Acredita no valor do autoconhecimento e do conhecimento em si. Tem mais esperança do que antigamente e insiste que não está aqui só de passagem. Sua matéria-prima é o amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: