nascemos e morremos sozinhos

eu já me esforcei, sabe? pra cumprir todas as regras desse mundo. nunca deu certo. eu não vim aqui pra isso. e o peso que eu tenho que carregar é o de perder pessoas. toda aquela que tentar me fazer cumprir alguma regra não irá ficar. não sou bem eu que escolho. é algo mais forte dentro de mim que simplesmente se recusa. se recusa a seguir qualquer padrão industrializado.

eu sei como sou taxada por aí e já nem me incomodo mais. já fui tão insultada e indesejada durante a minha vida que nem dói mais. bate e não encontra nada. porque não há mais esse sentimento de querer agradar. eu nunca vou agradar, isso é um fato. não há motivos pra sofrer por isso.

o que eu fico impressionada é com as pessoas que fingem tão bem. dizem que acham tudo isso admirável e que eu devo ser como eu sou. escondem tão bem o quanto me julgam por ódio, inveja ou qualquer emoção retirada do obscuro. e quando elas não conseguem mais se conter, você entende que, no final, você sempre esteve sozinho mesmo.

sarita deoli

📷 ≫ mikuta.nu
//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s