nesse tempo de política, muito ódio é propagado. não só por quem não deve ser nomeado, mas dos próprios eleitores e, pasmem, até de quem tem o mesmo voto e ideologia que você.
 
todo mundo nervoso, querendo garantir a sua vontade. e o momento é muito instável. de um lado, tudo que já conquistamos, de outro lado uma pessoa que tá cagando para tudo isso.
 
muita gente com sangue no olho. muita fake news. informação a qualquer custo, sem o menor embasamento, sem a menor procedência. o que vale é cuspir um na cara do outro.
 
não tem como impedir, tudo isso vai ser jogado na sua cara, até pros que fogem. o jeito é se imunizar. se manter de peito aberto. ter empatia. cada pessoa um mundo, cada um com suas revoltas, personalidades, histórias de vida… tentar relevar o que você sabe que não é com você.
 
e uma dica: quando a discussão vai pro lado pessoal, usa informação pronta e não há a intenção de pensar, não vale a pena. abandone o debate nesses casos. conversar sobre ideias é pra quem estar disposto a dizer suas ideias e ouvir as do outro.
e como diria renato russo: sexo verbal não faz meu estilo, palavras são erros e os erros são seus. não quero lembrar que eu erro também.

Escrito por Sarita Deoli

Nordestina, advogada e graduanda em psicologia. Criou o Brutamor para discorrer sobre a natureza humana, seu tema preferido. Acredita no valor do autoconhecimento e conhecimento. E também na cura. Tem mais esperança do que tinha antigamente e insiste que não está aqui só de passagem. Sua matéria-prima é o amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: