não é porque é amor que tem que ficar

é amor, eu sei, eu acredito.
você fez pro meu bem, ok.
mas eu não tô bem, sabe?
esse seu amor, ele é demais pra mim.
ou de menos, não sei.
o que eu sei, é que apesar de acreditar em tudo que você sente, não tá legal.
a sua energia me suga. a sua expectativa me paralisa.
a gente pode se dar bem, entenda. mas desde de que estejamos um bem longe do outro.
nesse espaço inerente não tá cabendo mais nós dois.
eu não sei se você percebe isso, mas o ar anda até meio rarefeito por aqui. eu não respiro direito faz um bom tempo. e acho que você também.
como eu sei que você nunca irá me libertar voluntariamente, tenho que arquitetar um jeito inteligente de destruir essas grades. murros e pontapés não foram suficientes.

a hipótese mais provável é que nem barreira exista, a não ser o medo de ficar sozinho.

sarita bruta

//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s